Home > Conversation, network, power relashionships > O espaço entre os dispositivos e o poder

O espaço entre os dispositivos e o poder

Devido à pesquisa, li outro dia na biblioteca da ECA um livro do ano de 2002 sobre internet. Uma desastre, pois ele só falava de ferramentas e, algumas delas (of course que sim), não utilizamos mais… De novo, em conversas com amigos percebi que falar de internet não é falar de ferramentas, somente.

Imagine que chato ler um relatório enorme sobre as possibilidades e aplicações de tal ferramenta que irá durar apenas dois ou três anos….ainda bem que existe: The Church of Google!

É excelente a configuação de dispositivo em Deleuze:

“O dispositivo é definido por Deleuze (1993) como uma ‘meada, conjunto multilinear, composto por linhas de natureza diferente: as linhas não delimitam sistemas homogêneos, elas estão sujeiras a variações de direção, submetidas a derivações. Em sua multiplicidade de processos singulares em devir – verificação, objetivação, subjetivação, totalização – as linhas se entrecruzam, misturam-se sofrem variações, mutações de agenciamento” .

“Deleuze destaca quatro tipos de linhas – de luz ou visibilidade, dos regimes de enunciados, de força e subjetivação – ligadas ao eixo do saber (as duas primeiras), do poder e da subjetivação (…) é preciso ver o dispositivo predisposto à mudança. As linha de subjetivação abrem-no à linha de fratura, de brecha, isto é, estariam no seu limite, talvez esboçando sua passagem a um outro dispositivo. Deleuze frisa o caráter dinâmico das relaões de força que estão ’em perpétuo devir’, são móveis, evanescentes, difusas e também múltiplas (Deleuze, 1998, p. 112-114). (ORLANDO, 2006, p. 90-93).

Mais que ferramentas, o que existe hoje são espaços, incertezas, usos imprevisíveis, locais de criatividade, agenciamento e impulsos de poder.

Deleuze, Gilles. Mil Platos vol 1, 2, e três de…(qq edição que for)

ORLANDO, Ricardo. Dispositivo da interface:um estudo sobre tecnologias de comunicação. Tese de doutorado não publicada da Universidade de São Paulo. Departamento de Comunicação e Artes – CCA, 2006.

  1. No comments yet.
  1. No trackbacks yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: